Tablon
I.
II.
III.
IV.
V.
Él no es perfecto. Tu tampoco lo eres. Y ustedes dos nunca serán perfectos. Pero si él puede hacerte reír al menos una vez, te hará pensar dos veces, y si él admite ser humano y cometer errores, no lo dejes ir y dale lo mejor de ti. Él no va a recitarte poesía, él no está pensando en ti en todo momento, pero te dará una parte de el que sabe que podrías romper. No lo lastimes, no lo cambies, y no esperes de él más de lo que puede darte. No analices. Sonríe cuando te haga feliz, grita cuando te haga enojar, y extrañalo cuando no esté. Ama con todo tu ser cuando recibas su amor. Porque no existen los chicos perfectos, pero siempre habrá un chico que es perfecto para ti.
ambientación
Él no es perfecto. Tu tampoco lo eres. Y ustedes dos nunca serán perfectos. Pero si él puede hacerte reír al menos una vez, te hará pensar dos veces, y si él admite ser humano y cometer errores, no lo dejes ir y dale lo mejor de ti. Él no va a recitarte poesía, él no está pensando en ti en todo momento, pero te dará una parte de el que sabe que podrías romper. No lo lastimes, no lo cambies, y no esperes de él más de lo que puede darte. No analices. Sonríe cuando te haga feliz, grita cuando te haga enojar, y extrañalo cuando no esté. Ama con todo tu ser cuando recibas su amor. Porque no existen los chicos perfectos, pero siempre habrá un chico que es perfecto para ti.
Tramas y Clases
0000

Gryffindor

0000

Hufflepuff

0000

Ravenclaw

0000

Slytherin

J. GryffindorPr. Apellido
J. HufflepuffPr. Apellido
J. RavenclawPr. Apellido
J. SlytherinPr. Apellido
gry vs huff

dia - hora

rav vs sly

dia - hora

gry vs rav

dia - hora

huff vs sly

dia - hora

Capitán G.Apellido
Capitán H.Apellido
Capitán R.Apellido
Capitán S.Apellido
Mejor AAAApellido
Mejor AAAApellido
Mejor AAAApellido
Mejor AAAApellido
Mejor AAAApellido
Mejor AAAApellido
Mejor AAAApellido
Mejor AAAApellido
Afiliados
Afiliados Elite 00 de 40
afiliados Hermanos
Directorio
Últimos assuntos
» ~~~FLOOD~~~
Qui Jan 28, 2016 1:32 am por Alec M. Chevalier

» Registro de Avatares - Feminino
Sex Abr 24, 2015 2:19 pm por Anne Lefreve Roux

» [Jogo] Na lama ou na Cama?
Qui Abr 09, 2015 7:37 pm por Katherine Woodheart

» Pega ou Passa
Qui Abr 09, 2015 7:35 pm por Katherine Woodheart

» Teste de Aptidão
Ter Abr 07, 2015 12:27 pm por Chloe Saytzeff

» Registro de Avatares - Masculino
Seg Abr 06, 2015 9:11 pm por Katherine Woodheart

» Jogo da Música (nome pior não pode existir)
Seg Abr 06, 2015 12:31 pm por Abby Morris

» Escolha de Facção
Dom Abr 05, 2015 8:42 pm por Mellanie McGyull

» Sala de estar
Dom Mar 22, 2015 11:24 pm por Abby Morris


Escolha de Facção

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Louis V. Chermont em Dom Mar 15, 2015 1:44 am
Nome:
( Sem abreviações. )
Idade:
( Idade certa, não aparente. )
Nome dos pais:
( Apenas dos pais, outros parentes não incluir. )
Facção de origem:
( Abnegação, Erudição, Franqueza, Amizade e Audácia. Ninguém é nascido na Castidade. )
Escolha de Facção:
( Abnegação, Erudição, Franqueza, Amizade, Audácia e Castidade.
A narração deve ser feita no cenário do salão de escolha, você deverá entrar com sua facção e sentar no seu grupo. Todas as facções estarão lá - Menos Castidade. -. Deverá narrar o chamar do seu nome, e escolhendo a facção. Quinze linhas no mínimo.
Caso escolha Castidade, narre que vc escolhe uma destas facções acima, porém, ao mais tardar foi sequestrada por mulheres. Narre também que você não consegue enxergar até chegar no local onde elas moram, e por fim, é apresentada a facção.
Castidade é só para mulheres, sem exceção! Elas renegam o ato sexual, mas não o relacionamento. Deixe bem claro também na narração que você odeia todas as facções e acha que não se encaixaria com nenhuma, mas escolheu uma para não se tornar Sem Facção. Saiba mais sobre a Castidade. )

História:
( Pedimos na história apenas a infância e o começo da adolescência. Deve acrescentar na narrativa em que facção nasceu e o que acha dela, e em que facção mais gosta a qual você escolherá. Não precisa falar sobre o seu teste de aptidão. No mínimo dez linhas.)

Um Adm avaliará cada escolha e postará se a ficha foi aprovada ou reprovada. Só pode ocorrer resultados como Divergente na abertura de seleção a cada mês ( Caso de dúvida contate um ADM ). Divergentes não fazem essa ficha, eles fazem testes especial separados. Só serão aceita fichas de escolha quem fez o teste de Aptidão, e que já saiu o resultado.
Boa-Sorte!



Última edição por Skyler V. Kavanagh em Sab Mar 21, 2015 8:18 pm, editado 1 vez(es)

_________________

Skyler Von Kavanagh
Franqueza - Vera, Juste!
thank you, thay.
Mensagens : 52

Data de inscrição : 29/04/2012

Localização : Franqueza.

Ver perfil do usuário http://divernewfuture.forumeiros.com
avatar
Franqueza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por America Schreave em Qua Mar 18, 2015 7:11 pm

Nome:
America Finch Schreave
Idade:
18
Nome dos pais:
Theodore Finch Schreave e Miranda Carlo Schreave
Facção de origem:
Erudição
Escolha de Facção:
Amizade

Acabamos de entrar no grande salão. Meu irmão mais novo,Christian, veio me acompanhar, junto a mamãe e papai. Os olhinhos do pequeno Chris brilhavam ao apreciar as preparações para a cerimônia, ele adorava construções e o salão tinha proporções maravilhosas aos seus olhos. Juntos com todos da Erudição, fomos para a arquibancada e nos aconchegamos. Eu estava uma pilha de nervos, logo chamariam meu nome e ainda estou confusa com o que escolher.
No palco, como de costume, estavam recipientes para cada uma das facções: Abnegação, Erudição, Franqueza, Amizade, Audácia. Então uma voz ecoou pelo salão, e todos se calaram ao som dos nomes sendo chamados. Batia os dedos nas cochas em sinal de nervosismo quando um arrepio me despertou.
-America Schreave.
Fui em direção ao meu futuro em passos apressados e trêmulos. Pensei em minha família e o orgulho da minha mãe, que logo seria ferido. Decidi. Peguei a pequena faca e pressionei-a contra o pulso, fui tomada por um tremor quando pinguei meu sangue no recipiente da Amizade.

História:
Sempre fomos eruditos tradicionais, sempre cheios de livros e conhecimento. Eu adorava minha vida, de verdade, mas não posso negar que ao ir para o laboratório quando criança, o que mais me encantava era o estudo das plantas, ver seu crescimento. Eu apreciava as pessoas da Amizade, sempre tão de bem com a vida, sem preocupações nem problemas, sempre cantando e dançando. Queria ser assim. Vou ser assim.
Em minha criação era evidente que escolheria a Erudição, mas meus pais nunca me viram espiando o caminhão da amizade, nem estudando as plantas escondida. Agora eles sabem, e devem estar orgulhosos de mim –assim espero- por eu ter traçado meu próprio destino, mesmo que não seja perto deles.
Mensagens : 20

Data de inscrição : 17/03/2015

Localização : Complexo da Amizade

Ver perfil do usuário http://whythewolves.tumblr.com
avatar
Líderes

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Abby Morris em Qui Mar 19, 2015 12:28 am
America Schreave - aceita como inicianda da Amizade

Querida, sua escrita ficou muito boa mesmo, mas nas próximas postagens invista mais nos detalhes. Vejo potencial em você. Muito bem vinda, e lembre-se: facção antes do sangue.
Mensagens : 19

Data de inscrição : 13/03/2015

Idade : 22

Ver perfil do usuário
avatar
Líderes

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por America Schreave em Qui Mar 19, 2015 8:38 pm
Claro! So nao coloquei detalhes pelo "no máximo dez linhas"
Mensagens : 20

Data de inscrição : 17/03/2015

Localização : Complexo da Amizade

Ver perfil do usuário http://whythewolves.tumblr.com
avatar
Líderes

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Louis V. Chermont em Sab Mar 21, 2015 8:17 pm
Seria no minimo dez linhas, assim pode escrever mais, e não menos que dez. Irei concertar o erro. Desculpe pela confusão.
Por favor, não postar nesse tópico, somente a escolha de facção. Obrigado.

_________________

Skyler Von Kavanagh
Franqueza - Vera, Juste!
thank you, thay.
Mensagens : 52

Data de inscrição : 29/04/2012

Localização : Franqueza.

Ver perfil do usuário http://divernewfuture.forumeiros.com
avatar
Franqueza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Alaska Moretz em Sab Mar 21, 2015 9:17 pm
Nome:
Alaska Moretz

Idade:
Dezoito anos

Nome dos pais:
Adam Moretz e Therese Robb Moretz

Facção de origem:
Franqueza

Escolha de Facção:

Entro com meus pais no salão, usando os elevadores. As vestes da Franqueza me incomodam, quero livrar-me logo delas. Meus pais pensam que vou escolher minha facção de origem, mas estão muito enganados. Posso ver, com o canto do olho, seus sorrisos de orgulho, e mordo meu lábio inferior, reprimindo uma risada.

As vozes eletrônicas avisam que chegamos no andar, e as portas de aço se abrem, revelando o magnífico salão de escolha. Olho para as pessoas já sentadas, o barulho de conversa é alto. Uma mulher alta está no palco, posso ver seu olhar de satisfação. Suas vestes são simples, uma blusa de mangas verde-água e calça jeans escura, calçando botas pretas de salto alto. Reconheço que ela é Abby Morris, líder da facção Divergente.

Meus pais me puxam pelo casaco preto e branco para nossos lugares nas cadeiras, e a conversa cessa, dando início à cerimônia. Abby começa a explicar aquilo que todos nós já sabemos sobre as facções, e repito o lema junto com todos.

A lista de nomes começa, e eu sinto minhas mãos suarem de nervoso, apesar de já saber de minha facção de escolha. Serei da Audácia. Já está perto da letra M, e tremo os lábios, até que ouço meu nome.

- Moretz, Alaska. - A voz doce da representante ecoa, e me levanto.

Ando pelas cadeiras, pedindo licença para as pessoas e subo no palco. Abby dá seu lugar para mim, e vou para os recipientes. Respirando fundo, pego a faca e faço um corte logo abaixo de meu dedo mínimo. Puxo o ar entredentes, aquilo dói. Encaro o recipiente da Franqueza, e o vidro reluze. Passo meu olhar pelo as brasas quentes da Audácia, e sorrio, levando minha mão até lá.

As últimas coisas que escuto são o barulho do meu sangue, a comemoração da Audácia e o choro de minha mãe. Sorrio abertamente.

História:
Nunca gostei da Franqueza. Acho que sempre dizer a verdade é doloroso, e sempre tentei mentir, mas meus pais injetavam o soro da verdade em mim e eu era obrigada a dizer.

Quando as pessoas de minha facção eram francas demais comigo, eu batia nelas. Sempre fui parar na diretoria por causa disso, e meus pais não entendiam. Sempre gostei da Audácia e, nas noites de insônia, eu saía da cama e ia embora da Franqueza, entrando na floresta com uma faca em mãos e matava os animais mais selvagens. Esse prazer e sensação de segurança que eu sentia ao matar os bichos e entrar na floresta começou quando eu tinha dez anos.
Mensagens : 15

Data de inscrição : 18/03/2015

Ver perfil do usuário
avatar
Audacia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Hammel em Sab Mar 21, 2015 9:30 pm
Atualizado! 21/03
Bem-vinda a Audácia, Alaska Moretz!
Mensagens : 5

Data de inscrição : 18/05/2012

Localização : Em todo lugar.

Ver perfil do usuário
avatar
Chefe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Antonella F. Carlson em Qua Mar 25, 2015 9:44 pm
Nome:
Antonella Faith Carlson

Idade:
16

Nome dos pais:
Lena e Pierre Carlson

Facção de origem:
Erudição

Escolha de Facção:
"Eu amo você", minha mãe sussurrou suavemente para mim enquanto o elevador nos leva até o salão. As cores da Erudição me sufocam - eu não as quero. Nunca quis. Suponho que minha mãe deva ter percebido, mas não meu pai. Ele nunca percebe, de qualquer forma. Quando finalmente a porta se abre, vislumbro o salão. Pouco tempo, agora, até as minhas próprias escolhas.
"Lola", meu pai me chama, a voz seca. Seus olhos faísco conforme desvio de um punhado de pessoas - também da Erudição - até o lugar ao lado da minha família. Eu era a filha única e iria desapontá-los; O que isso fazia de mim?
Ignorei os pensamentos e apertei os olhos. Eu era problema, coragem, fogo. Não havia lugar para mim na Erudição - nem nunca haveria. C nunca demorava muito... Era melhor assim. Esperar só ia me torturar.
"Carlson, Antonella Faith" - Gelei. Levantei-me desajeitada, contando os passos. Um, dois, três. Meu futuro estava tão perto.
A faca, o fogo, o sangue. Escorrego a prata por dentre a minha pele muito branca, e sinto queimar. É uma dor boa - dor de quem é dono de si mesmo. E o rubro do sangue é bonito, cruel, combina com a minha pele branca e os cabelos ruivos.
Deixo pingar no recipiente da Audácia. O fogo consome o líquido e a facção que eu escolhi explode em comemorações. Anestesiada, ando lentamente até a Audácia.
Mas eu sei que em algum lugar eu deixei meus pais de coração partido.

História:
Antonella - Lola - sempre foi uma garota essencialmente problemática. Desde pequena, gostava de confusão, de adrenalina, de testar seus próprios limites. Pouco importava-lhe os livros que a Erudição tanto valorizava. Embora sua mãe tenha sempre sido atenciosa e prestativa, quase de nada adiantava perante as molecagens da única filha. Lola recebeu tantos castigos quantos foram possíveis, tantas repreensões quanto foram permitidas.
Até decidirem que a menina era um caso perdido. Assim, Lola passou a ser isolada das demais crianças (meninas e meninos bons, corretos), pertencendo a um mundo só seu. Ser diferente ali não era bom, e, assim, isso definiu toda a vida dela.
Dos primeiros beijos às amizades, Lola sempre fez tudo na maior cautela e sigilo. As reprovações irritavam-na de tal forma que muitas vezes levou-a a encrencas pelo jeito indelicado e respondão.
Mensagens : 6

Data de inscrição : 25/03/2015

Ver perfil do usuário
avatar
Audacia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Envy V. Fröller em Seg Mar 30, 2015 10:46 pm
Nome:
Isaac Crawford

Idade:
19 anos

Nome dos pais:
Lucy Crawford e Andrew Crawford

Facção de origem:
Erudição

Escolha de Facção:

Entro no salão ainda um pouco indeciso sobre a escolha da facção. "Nós amamos você, querido", sussurrou mamãe em meu ouvido. Provavelmente minha mãe percebeu que eu estava nervoso e confuso. Com todo aquele azul da Erudição era difícil distinguir os conhecidos da família e os desconhecidos. Todos pareciam iguais. Sempre arrumadinhos e elegantes.

Me acomodei no lugar escolhido, a conversa sessou, e assim a cerimônia pôde começar. Quando a explicação desnecessária terminou todos, inclusive eu, falamos o famoso lema.

O nervosismo aumentava cada vez mais a medida que as pessoas eram chamadas, daqui a pouco seria minha vez. O que poderia acontecer se o filho perfeito não escolhesse a facção de nascença? Batia o pé no chão freneticamente e roía as unhas das mãos. Minha mãe varias vezes precisou puxar minha mão para impedir-me de ficar sem unhas.

Ao ouvir meu nome respirei fundo e andei até o palco pedindo licença pelo caminho. Chegando perto da mesa aonde ficavam os recipientes peguei a faca e fiz um pequeno corte na palma da mão. Agora era a hora da decisão. Se escolhesse errado não poderia mudar e se não fosse bom o bastante para a facção escolhida viraria um sem facção. Por que não escolher logo a Erudição? Já estava acostumado com a rotina e se dava muito bem lá. Argh! Queria muito experimentar novas coisas. Escolheria a Audácia. Velei a mão cortada até o recipiente da Audácia.

Agora a Audácia comemorava alegremente, meu sangue havia pingado no seu recipiente. Sorri animado. Meu pai agora consolava minha mãe que estava chorando em seus ombros.

História:

Isaac Crawford sempre foi muito exigido por seus pais, que achavam que sendo o primogênito deveria dá um bom exemplo ao seu irmão mais novo e inconsequente. Com o falecimento do caçula da família Isaac se tornou um garoto anti-social e muitas vezes frio. Muitos acham que o rapaz não se importava com ninguém, apenas consigo mesmo, mas isso é uma mentira! Queria se afastar para não machucar as pessoas amadas. Por que o ruivo se culpa pela morte do irmão? Anos atrás os dois garotos estavam brincando de luta livre, em cima da cama de seus pais, quando Isaac empurrou seu irmão, o mesmo se desequilibrou e caiu no chão, batendo sua cabeça e sofrendo um traumatismo craniano. Na época Isaac tinha doze anos e seu irmão tinha dez.

O erudito começou a se fechar e passou um tempo depressivo. Mal saía de seu quarto, vivia sozinho. Andrew ficou preocupado com seu filho e conversou várias vezes com o garoto dizendo que estava tudo bem e que não era culpa dele, estavam apenas brincando, foi um acidente. Mas todas essas palavras de consolo não serviram muito, pois o rapaz começou a sair escondido durante a noite e destruir coisas pelas ruas, acordar vizinhos e quase foi pego muitas vezes por isso. Pelo menos conseguiu sair disso e se enfiou nos estudos e nos livros. Virando o primeiro de sua classe novamente e o filho exemplar que seus pais tanto queria que ele fosse. Mal sabiam que seu filho não queria mais aquela vida tão..."perfeita".
Mensagens : 24

Data de inscrição : 28/03/2015

Idade : 22

Localização : Por aí

Ver perfil do usuário
avatar
Audacia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Mellanie McGyull em Dom Abr 05, 2015 8:42 pm
Nome:
Mellanie McGyull

Idade:
18

Nome dos pais:
Adam e Helena McGyull

Facção de origem:
Franqueza

Escolha de Facção:

Franqueza

Acordara ansiosa para a escolha da facção, um pouco confusa e desnorteada. Meus pais não sabiam qual facção eu escolheria.
Entro no salão pensando “Facção antes do sangue” mais logo sou interrompida pelos meus pais dizendo “Não importa qual facção você escolha, saiba que nós te amamos”.  Logo percebo nosso grupo conversando alto, todos rindo e percebo que aquele era o meu lugar, do lado dos meus pais, do lado que eu acreditara que era certo, embora todos estivessem de branco e isso fosse muito estranho e não gostasse muito daquilo ali era o meu devido lugar.
Enfim aquele barulho termina e a cerimônia logo se inicia. Então alguém começa a explicar tudo o que já sabemos sobre as facções. E a escolha se inicia, e começo a me sentir ansiosa e a respirar fundo, sentindo as mãos de minha mãe apertar as minhas com muita leveza. Não demora muito para escutar meu nome ser anunciado.
- McGyull, Mellanie. - Suspiro fundo e me levanto.
Saio do grupo e vou em direção ao palco. Vou para os recipientes, um pouco tremula pego a faca e faço um corte em minha palma da mão. Vou para o recipiente da Erudição, mas logo mudo e volto para o da Franqueza e deixo meu sangue cair.
Escuto a comemoração da Franqueza e vejo os olhos brilhantes da minha mãe olhando para mim e dou um breve sorriso.

História:
Nunca havia parado pra pensar como era a minha facção de origem. Nunca gostei de mudanças, apesar de que muitas vezes a verdade dói, machuca, mas ela nos deixa um sinal de alivio, um sinal de dever cumprido.
Nunca gostei da mentira, embora tivesse nascido na Franqueza e isso fosse normal.  Já imaginei em ir para todas as facções, mais nunca consegui me imaginar nelas, sempre me via na Franqueza, e a minha escolha já estava quase decidida, porém havia uma dúvida entre a Erudição.
Mensagens : 7

Data de inscrição : 03/04/2015

Idade : 19

Ver perfil do usuário
avatar
Sem facção

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum